01/09/2015

Células-tronco e sua eficácia no tratamento de crianças com doenças do coração

P_Cardiopatia

Já se vão duas décadas de estudo do uso de células-tronco autólogas (da própria pessoa) para tratar a doença isquêmica do coração¹ onde essas demonstraram excelentes resultados clínicos em pacientes adultos.

Na cardiopatia pediátrica, apesar dos avanços recentes nos tratamentos clínicos e cirúrgicos, há um reconhecimento crescente da limitação das terapias correntes em crianças com insuficiência cardíaca grave. Por isso, de três anos para cá os centros de pesquisa começaram a estudar a segurança e eficácia do uso de células-tronco de diferentes fontes para o tratamento dessas doenças.

As malformações congênitas podem ocasionar insuficiência cardíaca e respiratória, envolvendo, dependendo do grau, severas limitações que podem levar à necessidade de transplantes cardíacos.

Os estudos desenvolvidos com células-tronco da medula óssea autóloga já tiveram seus primeiros resultados publicados² e trazem muito otimismo em relação ao futuro desses tratamentos. As pesquisas com células-tronco estão avançando e representam possibilidades reais de maior qualidade de vida, estabilização do quadro clínico do paciente além de ser também uma opção antes do transplante cardíaco.

Estudos pré-clínicos de regeneração cardíaca com o uso de células-tronco do sangue do cordão umbilical, demonstraram segurança e capacidade de melhorar significativamente a função e o desempenho cardíaco. Com base nestas evidências, atualmente estão em andamento estudos clínicos, com essas células, para o tratamento de doenças cardíacas congênitas em crianças.

Confira na tabela abaixo os estudos clínicos de terapia celular para Doenças Cardíacas Congênitas em Pediatria:

Abreviações:  CTCs: Células-Tronco Cardíacas; SCUP: Sangue de Cordão Umbilical e Placentário; CMMO: Células Mononucleares de Medula Óssea; CTSP: Células Tronco de Sangue Periférico; IC: Intracoronária; IM: Intramuscular; IV: Intravenosa; FEVE: Fração de Ejeção do Ventrículo Esquerdo;

¹ É a doença que afeta as artérias coronárias diminuindo a circulação sanguínea do coração, provocando isquemia (diminuição do oxigênio que chega ao coração) o que causa Angina ou Infarto.

Fonte * http://www.centrodepatologia.com.br/noticias-interna,doenca-isquemica-do-coracao,58656

² Rupp S, Bauer J, Tonn T, Schächinger V, Dimmeler S, Zeiher AM, Schranz D. Intracoronary administration of autologous bone marrow derived progenitor cells in a critically ill two-yr-old child with dilated cardiomyopathy. Pediatr Transplant2009: 13:620-623:2008.

e

Bergmane I, Lacis A, Lubaua I, Jakobsons E, Erglis A. Follow-up of the patients after stem cell transplantation for dilated cardiomyopathy. Pediatr Transplantation 2013:17:266-270.