08/12/2015

Células-tronco do sangue de cordão umbilical podem auxiliar no tratamento de aproximadamente 80 doenças

Células-tronco são aquelas potencialmente aptas a regenerar tecidos do corpo humano. São as células responsáveis pela manutenção funcional do organismo por meio da substituição daquelas que vão morrendo ou perdendo a função. É justamente por causa dessa capacidade de regeneração e reparação, que as células-tronco podem ser utilizadas no tratamento de diversas doenças.

As células-tronco presentes no sangue de cordão umbilical são utilizadas para todas as doenças nas quais as células-tronco da medula óssea tem aplicação terapêutica (ANVISA Portaria MS nº. 2.600, de 21 de outubro de 2009).

Entre as vantagens de armazenar as células-tronco do sangue de cordão umbilical, temos: ausência de risco para o doador, uma vez que o método de coleta não é invasivo; disponibilidade imediata das células para transplante; células muito jovens: quanto mais jovens são as células, maior sua capacidade de proliferação e diferenciação e; células ainda imaturas, incapazes de reconhecer o novo organismo como “estranho” a elas e, portanto, produzem menor reação quando usadas para transplantes*.

Em algumas doenças de linhagens de células sanguíneas, o tratamento com células-tronco já é usado como terapia padrão.

Em outro grupo, que envolve doenças neurológicas, autoimunes, genéticas, cardiovasculares e ortopédicas, entre outras, seu uso está na etapa de ensaios clínicos, em diferentes fases.

Um último grupo envolve doenças para as quais as células-tronco ainda estão em fase de estudos pré-clínicos, em cultura de células ou em animais.

A Cryopraxis é o primeiro e maior banco de sangue de cordão umbilical autólogo do Brasil e investe 10% do seu faturamento em pesquisa e inovação.

A tabela abaixo apresenta os usos correntes e as pesquisas clínicas que poderão determinar os usos futuros. As células-tronco já fazem parte do presente e por meio das pesquisas ampliam, dia após dia, sua utilidade para o futuro.

tabela01

tabela01

Doenças já tratadas

tabela01

  • Leucemias
  • – Linfóide aguda legend
  • – Mielóide agudalegend
  • – Bifenotípica agudalegend
  • – Aguda indiferenciadalegend
  • – Linfocítica crônicalegend
  • – Mielóide crônicalegend
  • – Mielóide crônica juvenillegend
  • – Mielomonocítica juvenillegend
  • Síndromes mielodisplásicas
  • – Anemia refratárialegend
  • – Anemia refratária com sideroblastos em anellegend
  • – Anemia refratária com excesso de blastoslegend
  • – Anemia refratária com excesso de blastos em transformaçãolegend
  • – Leucemia mielomonocítica crônicalegend
  • Linfomas
  • – Linfoma de Hodgkinlegend
  • – Linfoma não Hodgkin (linfoma de Burkitt)legend
  • Transplantes para desordens hereditárias do sistema imunológico e outros órgãos
  • – Hipoplasia de cartilagem (HCC)legend
  • – Porfiria eritropoéticalegend
  • – Síndrome de Hermansky-Pudlaklegend
  • – Síndrome de Pearsonlegend
  • – Síndrome de Shwachman-Diamondlegend
  • – Mastocitose sistêmicalegend
  • Transplantes para doenças metabólicas hereditárias
  • – Síndrome de Hurlerlegend
  • – Síndrome de Scheielegend
  • – Síndrome de Hunterlegend
  • – Síndrome de Sanfilippolegend
  • – Síndrome de Morquiolegend
  • – Síndrome de Maroteaux-Lamylegend
  • – Síndrome de Slylegend
  • – Mucolipidose IIlegend
  • – Adrenoleucodistrofialegend
  • – Doença de Krabbelegend
  • – Leucodistrofia metacromáticalegend
  • – Doença de Pelizaeus-Merzbacherlegend
  • – Doença de Niemann-Picklegend
  • – Doença de Sandhofflegend
  • – Doença de Wolmanlegend
  • – Síndrome de Lesch-Nyhanlegend
  • – Osteopetroselegend
  • Outras desordens da proliferação das células do sangue
  • – Anemia aplásticalegendlegend
  • – Anemia de Fanconilegend
  • – Anemia diseritropoética congênitalegend
  • – Hemoglobinúria paroxística noturnalegend
  • – Anemia falciformelegend
  • – Beta talassemia majorlegend
  • – Anemia de Blackfan-Diamondlegend
  • – Aplasia pura eritróidelegend
  • – Trombocitopenia amegacariocíticalegend
  • – Tromboastenia de Glanzmannlegend
  • – Imunodeficiência severa combinada com deficiência de adenosina de aminaselegend
  • – Imunodeficiência severa combinada associada ao cromossoma Xlegend
  • – Imunodeficiência severa combinada com ausência de células T e Blegend
  • – Imunodeficiência severa combinada com ausência de células T, células B normaislegend
  • – Síndrome de Omennlegend
  • – Síndrome de Kostmannlegend
  • – Mioelocatexialegend
  • – Ataxia-telangiectasialegend
  • – Síndrome do linfócito barelegend
  • – Imunodeficiência variável comumlegend
  • – Síndrome de DiGeorgelegend
  • – Linfohistiocitose hemofagocíticalegend
  • – Deficiência da adesão do leucócitolegend
  • – Desordens linfoproliferativaslegend
  • – Desordens linfoproliferativas ligada ao cromossoma Xlegend
  • – Síndrome de Wiskott-Aldrichlegend
  • – Mielofibrose agudalegend
  • – Metaplasia mielóide agnogênicalegend
  • – Policitemia veralegend
  • – Trombocitose essenciallegend
  • – Síndrome de Chediak-Higashilegend
  • – Doença granulomatosa crônicalegend
  • – Deficiência de actina no neutrófilolegend
  • – Disgenesia reticularlegend
  • – Mieloma múltiplolegendlegend
  • – Leucemia de células plasmáticaslegendlegend
  • – Macroglobulinemia de Waldenstromlegendlegend
  • Tumores sólidos sem origem do sangue ou sistema imunológico
  • – Neuroblastomalegend
  • – Meduloblastomalegend
  • – Retinoblastomalegend

Terapias em ensaios clínicos

tabela01

  • Desordens neurológicas
  • – Autismolegend
  • – Paralisia cerebrallegendlegend
  • – Perda auditivalegend
  • – Encefalopatia hipóxico-isquêmicalegend
  • – Lesão da coluna vertebrallegend
  • Doenças autoimunes
  • – Esclerose lateral amiotróficalegendlegend
  • – Doença de Crohnlegendlegend
  • – Diabetes tipo 1legendlegend
  • – Doença do enxerto contra hospedeiro legend
  • – Transplante de célula-tronco para doença renallegend
  • – Lupuslegendlegend
  • – Esclerose múltipla legend
  • – Artrite reumatóidelegend
  • – Esclerodermialegendlegend
  • Doenças cardiovasculares
  • – Cirurgia de peito aberto para várias cirurgiaslegend
  • – Síndrome hipoplásica do coração esquerdolegend
  • – Enxerto para crescimento vascularlegend
  • – Isquemia límbica críticalegendlegend
  • – Síndrome compartimentallegend
  • – AVC isquêmicolegendlegend
  • – Doença isquêmica cardíacalegend
  • – Infarto do miocárdio legend
  • – Cardiomiopatia legendlegend
  • Terapia gênica para desordens hereditárias
  • – Adrenoleucodistrofia legend
  • – Doença granolumatosa crônica legend
  • – Anemia de Fanconi legend
  • – HIV (AIDS)legend
  • – Leucodistrofia metacromáticalegend
  • – Imunodeficiência severa combinadalegend
  • – Anemia falciforme legend
  • – Talassemialegend
  • – Síndrome de Wiskott-Aldrichlegend
  • Ortopedia
  • – Reparo da fissura palatina alveolarlegendlegend
  • – Reparo da cartilagem do joelholegendlegend
  • Estudos clínicos com célula-tronco do tecido do cordão
  • – Doença de Alzheimer legend
  • – Anemia aplástica legend
  • – Ataxia hereditária legend
  • – Autismolegend
  • – Cardiomiopatia legend
  • – Paralisia cerebral legend
  • – Diabetes tipo 1 legend
  • – Doença do enxerto contra hospedeirolegend
  • – Encefalopatia hipóxico-isquêmica legend
  • – Cirrose hepática legend
  • – Lupus legend
  • – Esclerose múltiplalegend
  • – Artrite reumatoidelegend
  • – Trauma da medula espinhallegend
  • – Traumatismo crânio-encefálicolegend

parentsguidecordblood.org/diseases.php

*Screnci M, Murgi E, Tamburini A, Pecci MR, Ballatore G, Cusanno A, Valle V, Luciani P, Corona F, Girelli G.Family directed umbilical cord blood banking for acute leukemia: usage rate in hematopoietic stem cell transplantation.Stem Cell Rev. 2015 Apr;11(2):275-9.